click me
click or press space



Category: Sem categoria

10 de maio de 2021    by  ‣  0 comments

Dois filhos de Francisco: tudo que você precisa saber



Do ponto de vista técnico, o filme dirigido por Breno Silveira tem todos os pré-requisitos para usar a estatueta do melhor filme estrangeiro. É bem feito de várias maneiras, do roteiro à trilha sonora. Há até uma sequência no filme que pode ser classificada como antológica – desde o momento em que a família sai da fazenda Sítio Novo, na região de Pirenópolis, em Goiás, até a descoberta de uma lâmpada elétrica na casinha que passaram a ocupar os arredores de Goiânia. Mas o filme também traz muitos clipes e um sutil pastiche de They Don’t Wear Black Tie em uma cena em que Helena, a mãe, interpretada por Dirá Paes, escolhe o feijão como exorcismo para os problemas da série que atingem a família.

Fonte de reprodução: getty images

Resumo dos acontecimentos

2 Filhos de Francisco conta a história do famoso cantor country a partir de um sonho de pai, Francisco Camargo (Ângelo Antônio). Trabalhador rural e músico apaixonado, passava todo o seu tempo livre ouvindo um radio e transformando seus filhos em uma dupla de caipiras de sucesso como aqueles que ele tanto amava. Ele investe no talento dos filhos, que aos poucos vão sendo notados, mas algumas dificuldades no caminho familiar nos fazem acreditar que o sonho pode não se realizar. O filme consegue agradar a todos, independente do gosto musical, já que o foco da produção não está na carreira de sucesso da dupla, mas no que veio antes dela. Então, se você é fã de Zezé di Camargo e Luciano, não vá ao cinema com a esperança de ouvir os grandes sucessos – para se ter uma ideia, o filme acaba logo após o lançamento do primeiro hit, a música É o Amor . O foco é o desenvolvimento da família Camargo, que se caracteriza por desafios e atribui grande importância ao pai Seu Francisco. O filme consegue ser emocionante sem precisar apelar à emoção ou passar fotos para avançar na carreira da dupla (como se fosse necessário). Além disso, essa narrativa com rosto de novela não existe – característica perceptível em 9 entre 10 filmes brasileiros. É um filme fascinante em si mesmo, sem a necessidade de apelação.

Fonte de reprodução: getty images

A direção do estreante Breno Silveira é firme e consegue manter um clima sempre dinâmico, variando bem o clima dependendo do desenvolvimento da personalidade dos personagens. Consegue ser triste, excitante, esquisito e engraçado sempre na hora certa. É impossível não se perder na história e torcer pelos personagens. A história, que mais parece um conto de fadas sobre gente humilde que se dá bem na vida, está mais do que batida, mas é incrível como o enredo é tratado aqui com tanto carinho e ternura.

Elenco: entenda mais sobre ele

Quanto aos veteranos do elenco, todos estão bem, o que ajuda a manter o enredo consistente. Dira Paes dá peso a Dona Helena, mãe da família Camargo, que tem dificuldade em cuidar de seus nove filhos. Dira dá ao papel o sentimentalismo necessário e mostra de forma convincente a imagem da mãe, que cuida principalmente dos filhos. Outra pessoa que se destaca é José Dumont na pele do empresário Miranda – uma figura de extrema importância no rumo da história. O experiente ator transforma Miranda em um personagem complexo, de modo que sua variação de personalidade também muda a simpatia do público por ele. Paloma Duarte como Zilú, esposa de Zezé, vai bem, mas sem fama. Lima Duarte e Jackson Antunes raramente se apresentam, mas sua presença chamativa confere um charme à produção.

Fonte de reprodução: getty images

Considerações finais

Por fim, 2 Filhos de Francisco calaram a boca a muitos, que tiraram conclusões precipitadas sobre ele. Ainda vai sofrer muito por ser um filme brasileiro, principalmente quando se trata de uma história sobre uma dupla sertaneja. Mas as boas críticas que tem recebido (inclusive os aplausos no Festival de Gramado) são a resposta direta a esse preconceito. Gosto da música do Zezé di Camargo & Luciano e de nenhuma outra dupla sertaneja, mas o filme não é sobre sertanejo. É uma história de luta e esperança muito bem abordada e realizada. Enfim, é um grande filme que retrata os milhões de brasileiros lutando por sonhos considerados impossíveis. Quem sabe se depois de assistir ao filme você será incentivado a perseguir seus velhos sonhos. Se a história de Zezé di Camargo e Luciano acabasse sendo um grande filme, você gostaria de mais uma prova de que a esperança é a última a morrer?

FONTE: https://g1.globo.com/








« »


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *